terça-feira, 27 de abril de 2010

DONATISMO

DONATISMO




O donatismo foi o movimento doutrinado criado por Donato, o grande, que era presbítero-supervisor de Cartago por volta de 332. O donatismo é um sistema dogmático eclesiologico, o que causou a chamada controvérsia donatista do quarto século. O donatismo é considerado um dos primeiros grandes movimentos cismático da igreja, esse movimento iniciou-se no período de perseguição do imperador romano Diocleciano.




As primeiras discussões surgiram quando um supervisor de congregação foi ordenado por um presbítero-supervisor que anteriormente havia entregado copias das Escrituras as autoridades do governo para serem destruídas em um tempo de perseguição. Os donatistas achavam isso uma traição, mas a igreja em geral não achava. Daí que o desentendimento provocou um cisma, pois em Cartago os presbíteros se reuniram e elegeram um presbítero- supervisor dividindo assim as igrejas do Norte da África que a certa altura já eram mas da metade donatista.


Os donatistas eram radicais em sua posição, achando-se a única igreja verdadeira tanto é que, eles não aceitavam o batismo realizado pelas demais igrejas. Os donatistas diziam que os verdadeiros obreiros eram inatacáveis em sua maneira de viver e que se eles não fossem íntegros em tudo, o que eles fizessem não teria validade alguma, seja batismo, celebração da ceia ate mesmo no ato de ordenar oficias eclesiásticos. Portanto se um oficial da igreja fosse considerado indigno da posição, os donatistas não o consideravam obreiro de verdade, e se ele ordenou alguém para o presbitério ou diaconato tais ordenações não teriam valor algum.

A posição dos donatistas quanto as cerimônias cristãs convencionou-se a ser chamado “ THEOLOGIA REGENITORUM ” por que para eles a condição espiritual do oficiante influencia nos efeitos da cerimônia. Por tomarem essa atitude exclusivista os donatistas se acham superiores ao demais cristãos e assim batizando todos os cristãos que se filiassem a sua organização eles viam a necessidade de se desligarem da igreja popular, porque ela era mundana [ no conceito deles ].

Os donatistas queriam mais rigor nas disciplinas e criticavam a igreja por acharem hipócritas, para eles a igreja devia conter somente os puros. Agostinho combateu com eloqüência os donatistas e por volta do ano 400 ele escreveu: “ TEBATISMO “, um tratado em que ele combateu a doutrina donatista de batizar os cristãos já batizados. No tratado EPISTELA 93 Agostinho falou o seguinte sobre a questão do rebatismo:



“ Há grande diferença entre um apostolo e um beberrão; mas não há diferença nenhuma entre um batismo realizado por um apostolo ou por um beberrão.”


A briga de Agostinho com os donatistas levou-o a fazer pesados comentários, inclusive incentivando o governo a tomar a atitude de força-los a se integrarem na igreja popular. Mas não foi preciso usar de violência pois os vários debates acabaram enfraquecendo o movimento donatista que a partir de 411 começou a diminuir em numero ate que se extinguiu.



Aquele movimento donatista morreu, mas em toda história do cristianismo vários grupos radicais que não aceitam as outras dominações evangélicas, mesmo quando as doutrinas são semelhantes, mas por pequenas diferenças acabam por se acharem donos da igreja verdadeira. Estes donatistas dos tempos modernos convidam os crentes de outras denominações a saírem dela pessoas de baixo nível cultura que são fortemente atraídos por idéias radicas. No século XX, no Brasil, surgiu dois grupos bem característicos como a igreja pentecostal Deus é amor e a mais donatista ainda, a Congregação cristão no Brasil, esta ultima batiza os crentes de qualquer denominação, porque eles se acham como sendo a igreja verdadeiras.




Eles até dizem:” Quem tiver de ser salvo entrará na Congregação Cristã.” Se todos os crentes se batizarem de novo porque descobriram que quem o batizou estava em pecado, seria um verdadeiro pandemônio, pois se alguém já tivesse 20 anos de batizados e descobrisse depois de todo este tempo que o homem que o batizou esta em pecado naquela época. Então teria que se batizar de novo depois de todos estes anos e o pior; e se que o batizar de novo um dia também for descoberto que estava em pecado, este crente devera batizar-se de novo e de novo...



--------------------------------



L’évêque Donat et St Augustin : Deux Antiques Berberes, deux sentiments antagonistes
Le Donatisme, un mouvement né avec l’invasion de l’empire Romain en Afrique du Nord plus, particulièrement au Maghreb Arabe [1], a cultivé une culture « anti-colonialiste millénaire, une réaction profonde de refus façonnée politiquement autour du duel interminable des deux églises. Rome a utilisé tous les moyens pour venir à bout de cette lutte (propagande, destruction des basiliques donatistes, confiscation des terres au profit des berbères romanisés et persécutions morales et physiques...) qui dura plus de quatre siècles, c’est-à-dire durant toute la présence de l’empire Romain secondé par les Byzantins. Donatistes et Circoncellions, berbères autochtones de Numidie et de Maurétanie Césarienne, ont marqué par leurs résistances l’histoire de l’humanité. Le Donatisme, fief de la paysannerie berbère, a laissé apparaître l’action prolétaire, étincelle de doctrines qui ont bouleversé la société durant le 19ème et 20ème siècle.

Fonte: http://www.afrique-du-nord.com/article.php3?id_article=712

12 comentários:

  1. Achei de muita importância essa sua observação sobre os donatistas modernos. Mas não é só na CCB que isso acontece. Mesmo outras aceitando o batismo nas águas de outras denominações não admitem que tais crentes filiados a ela possam ser salvos.

    ResponderExcluir
  2. Busquei informação sobre os donatistas pq ontem assisti o filme Santo Agostinho (de 1972)no Youtube e não consegui entender bem o q consideravam os donatistas.Com a sua exposição aqui, consegui entender. Obrigada e que o Senhor Jesus seja a sua Paz Perfeita, sempre! Garça e Paz nEle!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Tenho um blog aqui tb. O link é: http://www.adorandonanet.blogspot.com.br/
      Quando quiser...visite, ok?

      Excluir
  4. Interessante, eu já conhecia grande parte das seitas gnósticas heréticas dos primeiros séculos, mas esse não, bom artigo.

    Paz

    http://www.ezequiel-domingues.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Um detalhe entre tantos. Neste artigo ao mencionar o donatismo como um sistema dogmático eclesiológico, o artigo o coloca no mesmo nível da Igreja vigente, ou seja, da Igreja Católica. Na verdade, o donatismo não passou de uma seita fundada por um herege cismático que se afastou, como tantos outros, da única Igreja já existente por não concordar com a doutrina estabelecida. A Igreja citada no artigo como local já era Universal (Católica), em todo orbe, já estava espalhada pelo mundo inteiro no fim do séc. IV. Agostinho, isto é, Santo Agostinho era Bispo local desta Igreja Universal e combateu de forma eficaz tal heresia a ponto de destruí-la. Para aqueles que desejam se aprofundar no assunto, basta ler a obra Enarrationes in psalmos de Santo Agostinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem colocado essa sua visão Marco Antonio! Porém essa materia foi de grande ajuda, pois esclarece o que foi o donatismo!
      Deus te abençoe!

      Excluir
  6. Vocês faltam com a verdade quando se referem a Santo Agostinho quando não citam o fato de ele ter sido Doutor da Igreja Católica e não de uma "igreja popular". E com isto deixam de admitir, por conveniência herética, que a verdadeira Igreja de Cristo é a Católica Romana e apenas ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdadeira Igreja é a de CRISTO.COLOSSENSES 1. 10 para que possais andar de maneira digna do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus,

      11 corroborados com toda a fortaleza, segundo o poder da sua glória, para toda a perseverança e longanimidade com gozo;

      12 dando graças ao Pai que vos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz,

      13 e que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do seu Filho amado;

      14 em quem temos a redenção, a saber, a remissão dos pecados;

      15 o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;

      16 porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.

      17 Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas;

      18 também ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio, o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência,

      Excluir
    2. É IMPORTANTE RESSALTAR QUE AO FALAR DE IGREJA "VERDADEIRA" OU "PRIMEIRA", PRIMEIRO É PRECISO CONHECER HISTÓRIA ANTIGA. A HISTÓRIA NOS ESCLARECE QUE A PRIMEIRA IGREJA NASCE EM JERUSALÉM NO INÍCIO DO SÉCULO 1,INSTITUÍDA PELO PRÓPRIO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO E QUE, ATÉ O SÉCULO 4 SOFRE PERSEGUIÇÃO DE IMPERADORES ROMANOS, QUANDO É,FINALMENTE POR CONSTANTINO , DECLARADA COMO IGREJA UNIVERSAL. OBSERVARAM A TRANSIÇÃO? A IGREJA PERDE A IDENTIDADE AO FUNDIR-SE AO ESTADO.

      Excluir
    3. o seu comentário leva-nos a entender que Constantino oficializou a Igreja Cristã como única religião do Império...ora Constantino o que fez foi por a Igreja em pé de igualdade com o paganismo,isto é não perseguia a a religião até ali oficial,permitindo que altos cargos do Estado fossem preenchidos por gente quer de um lado quer do outro.Naturalmente que a conversão foi pessoal (e parece que séria) pelo que o respeito pelos outros continuou,o que ele decretou por via da sua nova crença foi a abolição de combates com sacrifícios (gladiadores) que manifestamente contrariavam os mais elementares princípios humanos.E...só aceitou o baptismo na fase final da sua vida.A questão Donatista torna-se herética sobretudo por por em causa a doutrina da Trindade,questão amplamente debatida,e posteriormente imposta.

      Excluir