segunda-feira, 30 de novembro de 2009

ARMINIANISMO

O arminianismo é um dogma totalmente correto, JACÓ ARMÍNIO foi teólogo que se levantou no círculo protestante para discordar do dogma de Calvino, como todos sabem Calvino dizia que Deus. Escolheu uns para a salvação e os demais homens não estão no plano de Deus.

É o famoso dogma dos ELEITOS. Jacó Armínio discordou destas idéias, porque eram irracionais e antibíblicas. Alguns calvinistas radicais como Francisco Gomaro e Beza afirmavam que Deus preordenou o pecado e a condenação eterna.

Armínio não discordava da SOBERANIA de Deus, mas que, defender a doutrina da predestinação era o mesmo que chamar Deus de mau. É verdade que Deus predestina, mas não fixa quem vai ser salvo e quem vai ser condenado. Em outras palavras Deus já sabe quem vai ser salvo, mas ele não toma partido de uma pessoa contra outra.

É preciso entender a predestinação a luz de I Pedro 1.2 que diz:

“Eleitos segundo a presciência de Deus...”

Presciência quer dizer: Pelo conhecimento dos fatos antes deles acontecerem.” Essa discussão gerou muitas polemicas nos meios calvinistas das igrejas reformadas, tanto foi que entre 1618 e 1619 foi convocado o SÍNODO DE DORT para resolver esta questão, acabou prevalecendo a crença da maioria, o calvinismo, entretanto não convenceu.



CHARGE COM CRÍTICA CALVINISTA AO ARMINIANISMO



Assim é que os presbiterianos entre outros grupos, seguem o dogma calvinista, a despeito que a verdade foi dita por Armínio. Na prática o dogma calvinista é pior ainda, porque o indivíduo pensa lá no seu íntimo; se eu fui predestinado não importa o que eu faço, Deus vai acabar no final me salvando. Se eu não fui predestinado, não importa o quanto eu faço de boas obras, acabarei indo para o inferno.

Esta é a razão porque os calvinistas são em geral MUNDANOS. Por outro lado, os arminianos como nós, damos ênfase a necessidade de viver uma vida santa, porque a salvação em boa media depende de nossas atitudes para com a palavra de Deus. Por isso não precisa ir longe para entender que em qualquer lugar do mundo os arminianos vivem em maior santidade que os calvinistas.

Outro importante ARMINIANO foi John Wesley, o fundador do movimento metodista. Wesley não era de fato um teólogo, mas em contrapartida era um homem de Deus, e tinha uma visão fantástica do cristianismo autentico. Wesley se destacou por ser acima de tudo um homem de ação, ele dava muito importância a obediência a Deus como fator importante para a salvação.

Por causa de sua posição doutrinaria quanto a predestinação Wesley foi combatido pelos calvinistas. Mas ele nos púlpitos da vida, enfocava que a graça de Deus é universal e portanto todo homem pode vir a Deus, alguns textos bíblicos confirmam o ensino que qualquer um pode ser salvo desde que aceite Jesus.

Primeiro, deus não amou alguns, mas o mundo inteiro:
“Porque Deus amou o mundo.” (JOÃO 3.16).

Em segundo lugar, todos que aceitaram Jesus serão salvos: “Mas a todos os que o receberam.. deu-lhe o poder de se tornarem filhos de Deus.” (João 1.12)

Em terceiro lugar, o desejo de Deus é que todos se salvem, e isso mostra que todos tem a possibilidade de se salvarem se seguirem o conselho de Deus:

“Que quer que TODOS OS HOMENS SE SALVEM e venham ao conhecimento da verdade.” ( I Timóteo 3.4).

Um comentário:

  1. Heresia pelagiana disfarçada de Arminiana...Veja o que voce diz: Se eu fui predestinado nao importa o que eu faço, Deus vai acabar no final me salvando.Vejo que voce nunca leu Ef.1.4 que diz: "Assim como nos escolheu, nele, antes da fundaçao do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor" Ou seja Enganam-se aqueles que pensam que a doutrina da eleição promove e estimula uma vida relaxada. Somos eleitos para a santidade e não para o pecado. Somos salvos do pecado e não no pecado. Jesus se manifestou para desfazer as obras do diabo (1 Jo 3.8). Uma pessoa que se diz segura da sua salvação e não vive em santidade está provando que não é eleita. A Bíblia diz que devemos confirmar a nossa eleição.

    "Esta é a razão porque os calvinistas são em geral MUNDANOS" Antes de atacar a Doutrina Reformada, voce tem que conhecer antes ela se nao vai fala bobagem...
    Veja o que voce diz: Ah! Joao 3.16 diz que Deus amou o mundo...Ok mas amar o mundo nao significa que ele escolheu todos para salvaçao... 1)Porque a salvaçao nao é para todos Jesus disse: Quando ministrava a ceia MT 26.28 (Porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado "em favor de muitos", para remisao de pecados) Muitos nao sao todos. 2)Pq Deus amou ao mundo...Para que todo o que nele cre nao pereça...Ai está a doutrina da eleiçao, da predestinaçao..Ef 2.8 diz Que somos salvos pela Graça mediante a fé... Para voce cre tem que ter fé. e Fé é um dom de Deus ou seja é Deus quem da a Fé, se Deus nao da a Fé ao homem ele nao vai cre no Senhor, pelo seus esforços o homem nao tem como cre no Senhor Pq ele está morto espiritualmente e o morto nao tem vontade própria..Por isso que Deus tem que tomar a iniciativa caso contrario é impossivel o homem cre nele. E mas Paulo diz em Tito cap. 1 que a fé é dos eleitos de Deus. Ou seja só vao cre no Senhor quem foi eleito por ele, o mesmo Paulo que diz que a fé é um dom Deus, que a fé é dos eleitos de Deus também diz em 2ts. cap. 3.2 que a fé nao é de todos.
    3) Jesus mesmo disse que nao escolheu todos para salvaçao. Jo. 17.9 É por eles que eu rogo; nao rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque sao teus. MT 24.22 diz: Nao tivessem aqueles dias sido abreviados, ninguém seria salvo; mas, por causa dos "escolhidos", tais dias serao abreviados. 4) "aceitar jesus" isso é um Jargao Pentecostal arminiano. Ninguém "aceita" Jesus é Jesus quem nos aceita. Jo. 15.16 diz: Nao foste vós que me escolheste a mim; pelo contrario, eu vos escolhi a vós outros... 5) O texto diz que Deus "deseja que todos os homens sejam salvos", no entanto nós sabemos que nem todos os homens são salvos. A pergunta é por quê? Uma resposta apressada diria que os homens não querem ser salvos, mas aí nós temos que admitir que a vontade do homem prevalece sobre a vontade de Deus. O homem teria poder de veto sobre Deus, e isso é inaceitável. Outra possibilidade é que Deus não possa salvar todo mundo! Isso beira à blasfêmia, pois estaríamos dizendo que Ele não é Todo-Poderoso. Mas então, qual a saída para o dilema?

    Os defensores do livre arbítrio diriam que Deus deseja salvar a todos, mas acima disso deseja não violar o livre arbítrio do homem. Assim, a preservação do livre arbítrio seria algo maior que a salvação de toda a humanidade. Eu penso diferente, mesmo porque livre arbítrio é uma idéia humanista sem amparo na Bíblia, então não vejo porque Deus teria um compromisso com ele.
    Além disso, no inferno as pessoas desejariam que seu livre arbítrio tivesse sido violado e que eles fossem para o céu. Eu creio que o que Deus deseja mais que salvar a todos é a Sua glória. Quando Deus levar os seus para o céu será glorificado pela sua graça e misericórdia. Quando ele aplicar o justo castigo sobre os pecadores, será glorificado pela Sua justiça. Assim, Ele será glorificado tanto nos que são salvos como nos que se perdem. É assim que entendo esse versículo.

    ResponderExcluir